Visto de turismo para brasileiros

Fazer uma viagem internacional é um dos grandes sonhos dos brasileiros. A oportunidade de conhecer outras culturas, colocar em prática o estudo de línguas ou fazer compras, são alguns dos objetivos de quem deseja sair do Brasil.

O primeiro passo para quem quer viajar, é emitir um passaporte na Polícia Federal, ou, caso já tenha, é de extrema importância checar se o documento está dentro do prazo de validade, que são 10 anos a partir da data de emissão. É importante se atentar também que, para sair do país, o passaporte deve estar há, no mínimo, seis meses da data final de validade.

O passaporte é um documento de identidade emitido pelo governo, que atesta a nacionalidade do cidadão e confirma que ele pode cruzar a fronteira de um país estrangeiro. Não é possível sair do país sem ele.

Com o passaporte em mãos, o segundo passo é definir qual país deseja visitar, pois muitos deles exigem um segundo documento fundamental para a entrada: o visto. Este documento nada mais é do que uma permissão concedida pelo governo de um país a um estrangeiro que deseja visitá-lo, e, em seguida, retornar ao local de origem. O documento deve ser preparado meses antes da viagem e, quando autorizado, é anexado ou carimbado no passaporte.

No visto, constam algumas informações como: a data de emissão e validade do documento, por quanto tempo a pessoa poderá permanecer no país e quantas vezes ela poderá retornar. Estes dados são cedidos após uma série de perguntas por parte do Consulado para confirmar qual é a intenção do estrangeiro ao visitar o país escolhido. Alguns dos motivos mais comuns são: turismo, estudos ou trabalho. Para cada um dos casos há uma regra e visto diferente.

Alguns países não exigem o visto para a entrada, sendo necessário apenas ter o passaporte emitido. Mas a maior parte deles continua exigindo o documento para cidadãos brasileiros.

Saiba como funciona a emissão do documento para quem deseja turistar em alguns dos destinos mais procurados da atualidade: Estados Unidos, Canadá, Austrália, Japão, África do Sul e Europa.

 

Estados Unidos

Como tirar o visto para o Estados Unidos da América (USA)

Os Estados Unidos continuam entre os destinos mais escolhidos entre os brasileiros. É necessário ter a aprovação do visto antes da viagem.

O primeiro passo para solicitar o documento é preencher um formulário nomeado como DS-160, disponível no site do governo americano. O formulário deve ser preenchido em inglês e respondido com dados precisos e verdadeiros, pois, qualquer evidência de inconsistência nas informações, o visto pode ser negado.

Feito isto, é hora de efetuar o pagamento para a emissão do documento, e o valor pode ser confirmado no próprio site do governo. Este valor pode ser pago por cartão de crédito ou em agências bancárias.

O pagamento é confirmado após dois dias, e, em seguida, inicia-se o processo de agendamento da entrevista presencial no consulado americano. O agendamento pode ser feito online, através do site: https://ais.usvisa-info.com/pt-br/niv. Atente-se em ter em mãos o número do formulário DS-160, junto ao comprovante de pagamento da taxa MRV para a emissão do documento, e o passaporte.

Durante o agendamento, é possível selecionar a forma de entrega do passaporte (por Correios ou retirar no consulado), além de inserir dados pessoais. Além disso, devem ser escolhidas duas datas: uma para a coleta de dados (foto e impressões digitais) no Centro de Atendimento ao Solicitante de Visto USA (CASV), que deve ser feito antes da entrevista, e outra data para ir ao Consulado apresentar os documentos e confirmar as informações junto a um agente americano.

Durante a entrevista, é necessário apresentar o passaporte e a página de confirmação do formulário DS-160, além de documentos que julgue necessário para a aprovação, tais como: documentos que provem o vínculo com o Brasil e que dê a segurança de que irá retornar ao seu país de origem.

Solicitantes menores de 16 anos ou maiores de 65 anos são dispensados da entrevista, mas podem ser convocados caso a embaixada julgue necessário.

O resultado é informado durante a entrevista. Caso o seu visto seja autorizado, o agente americano informará que o passaporte estará disponível para retirada em alguns dias ou que chegará até o endereço onde você escolheu. Caso seja negado, entregarão um papel com os possíveis motivos para tal decisão. É possível tentar novamente a aprovação após seis meses. O dinheiro pago não é retornado.

 

Canadá

Como tirar o visto para o CanadáOutro destino muito procurado pelos brasileiros é o Canadá. O governo canadense também exige um visto válido para a entrada. Mas, neste caso, é mais simples do que o visto americano, já que é possível fazer todo o processo online.

É importante ressaltar também que há duas possibilidades de visto de turismo para a entrada no país. Uma delas é o eTA, uma autorização eletrônica de viagem, para quem já tem o visto americano ou para quem já teve o visto canadense nos últimos 10 anos.

Neste caso, basta apenas entrar no site do governo canadense, ceder as informações do seu visto americano e passaporte, e pagar uma taxa. O pagamento é feito através do cartão de crédito e o retorno, positivo ou negativo da solicitação, é enviada por e-mail após alguns minutos. Em alguns casos pode demorar até uma semana para obter o retorno.

Para quem não tem o visto de turismo americano e nunca teve o canadense, o caminho é o visto de turismo tradicional TRV (Temporary Resident Visa). Para realizar o procedimento, o site do governo do Canadá divulga uma lista de documentos necessários, além de ser necessário o preenchimento de formulários, como o IMMI 5484, que está disponível no site deles.

Os documentos exigidos são: comprovante de pagamento da taxa de aplicação, cópia das suas informações no passaporte, duas fotos de acordo com os padrões informados no manual, comprovação financeira (cópias de holerite, extratos bancários e afins), certidão de casamento e carta explicando qual é a sua intenção de visitar o país e o propósito da viagem.

Estes documentos podem ser entregues pessoalmente em um CVAC (Canadian Visa Apllication Centre), que é representado pela VSF Global, no Brasil. Eles têm escritórios em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. 

Outra opção é submeter os documentos escaneados no próprio site do Canadá, seguindo as instruções descritas.

O resultado da aprovação sai, em média, 12 dias após a última etapa. Em caso de aprovação, o governo envia um e-mail informando a próxima etapa, que é o envio do passaporte para a VSF, para carimbo do visto. O serviço tem uma taxa a ser paga. Os documentos podem ser entregues pessoalmente no escritório ou enviados por Correios. Assim que os passaportes estão prontos, o solicitante recebe outro e-mail informando o término do processo. O passaporte pode ser retirado no CVAC, ou enviado por Correios, mediante ao pagamento para entrega, que varia de acordo com as regiões. A validade do visto canadense costuma ser de 10 anos.

 

Austrália

Como tirar o visto para AustráliaDesde 2012, os brasileiros que desejam visitar a Austrália podem solicitar o visto pela internet, através do site: https://online.immi.gov.au/lusc/login. O primeiro passo é se cadastrar no site do Departamento de Imigração, selecionar o tipo de visto desejado e ceder as informações necessárias através do formulário de solicitação. As informações são sobre o motivo da viagem, tempo de permanência no país, vida pessoal e etc. Em seguida, o solicitante precisa aguardar um e-mail de aprovação ou rejeição.

Feito isso, é necessário também efetuar o pagamento para a emissão do visto. A taxa só pode ser paga de forma online, com um cartão de crédito internacional.

O tempo de resposta é rápido, com prazo máximo de 10 dias. Em caso de aprovação, o viajante recebe por e-mail uma carta do governo explicando tudo sobre a autorização de entrada no país. Nele também consta a validade do documento. Diferente dos casos dos Estados Unidos e Canadá, esse visto não é impresso ou anexado no passaporte, pois toda a autorização é online. No check-in, as companhias aéreas têm acesso às informações, autorizando a entrada na Austrália.

A validade do documento varia de 3 meses a 1 ano, sendo determinada pelo próprio governo australiano.

 

Japão

Como tirar o visto para o JapãoO visto para visitar o Japão é consideravelmente simples para solicitar e, diferente dos EUA, não exige entrevista. Neste caso, o governo solicita uma lista de documentos a serem apresentados. Eles podem ser levados pessoalmente ao Consulado Japonês, considerando a sua região, ou enviados por Correios ao CVJ (Centro de Visto Japonês), que estão autorizados a receber estes documentos.

Para casos de pedidos feitos no CVJ, é necessário pagar uma taxa referente ao serviço prestado, além do valor do visto. Para quem tem a possibilidade de ir presencialmente a um consulado, não é cobrado a taxa de serviço.

Para a solicitação do documento, é necessário saber também qual o tipo condiz melhor com o seu caso e o roteiro de sua viagem, estão disponíveis as opções:

No visto, haverá exatamente o período em que o solicitante permanecerá no Japão. A permanência máxima para os turistas é de até 90 dias.

Os documentos necessários para a solicitação do visto, são: passagem de ida e volta; passaporte; formulário de solicitação preenchido; cronograma de viagem preenchido; comprovante de renda; RG e foto 3x4 recente.

Com a aprovação do documento, é hora de efetuar o pagamento, que deverá ser feito na entrega do mesmo. Os valores variam de acordo com o visto escolhido e deverão ser pagos em dinheiro.

Para mais informações, basta acessar o site do consulado japonês.

 

África do Sul

Visto para a África do SulBoa notícia para os viajantes que desejam conhecer a África do Sul.

O país não exige visto, em caso de visitas de até 90 dias no país, independente se o motivo da viagem for estudos, turismo ou trabalho.

Neste caso, basta apenas apresentar o passaporte, que deve estar dentro do prazo da validade e conter, pelo menos, uma página em branco.

Também é fundamental apresentar o CIV (Certificado Internacional de Vacina) contra febre amarela, que deve ser tomada pelo menos 10 dias antes do embarque.

Em caso de dúvidas, ou permanência maior no país, basta acessar o site.

 

Europa

Como tirar o visto para países da União EuropéiaA Europa tem sido muito frequentada por brasileiros nos últimos anos. Isto porque, a maior parte dos países não exigem visto de entrada, por conta do Tratado de Schengen, que é um acordo entre os países europeus sobre abertura das fronteiras e livre circulação de pessoas. Todos os países da União Europeia, com exceção do Reino Unido e Irlanda, e três países que não fazem parte da União, como Suíça, Noruega e Islândia, fazem parte do acordo.

A permissão de entrada no país, diferente dos demais, não é solicitada antes da viagem. No momento do desembarque na Europa, é concedida ao turista uma autorização de circulação entre os países que fazem parte das áreas de Schengen. O tempo de permanência é de até 90 dias.

Os países são: Áustria, Alemanha, Bélgica, Dinamarca, Espanha, Estônia, Eslováquia, Eslovênia, Grécia, Hungria, Holanda, Itália, Islândia, França, Finlândia, Letônia, Liechtenstein, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça.

Caso o destino escolhido seja um país que não esteja na lista acima, é necessário entrar em contato com o consulado e se informar a respeito das documentações necessárias e condições para entrada no país em questão.

Independente da não necessidade do visto para visitar os países europeus, a viagem só é possível se o turista apresentar alguns documentos essenciais. Tais como:

 

Mais informações

Para saber mais sobre emissão de vistos para outros países, ou ajuda durante o processo, entre em contato pelos telefones (21) 3433-7703 ou (21) 3563-1140.

 

 

Voltar para o Blog Monte sua Viagem